1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1.183 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

10 Melhores Métodos Contraceptivos

0

Engravidar tornou-se uma decisão comandada pela mulher com o surgimento das pílulas anticoncepcionais, há 56 anos. Além dela, que é a mais utilizada atualmente, existe uma lista de métodos contraceptivos com características variadas.

A proteção dos anticoncepcionais funciona principalmente contra gestações indesejadas. Mas a preocupação com o risco de DST’s (doenças sexualmente transmissíveis) traz a necessidade de usar outros que tenham a função de impedir essa contaminação também.

Para diminuir a exposição do organismo contra AIDS e outras doenças transmitidas por relações sexuais, e ainda evitar que o espermatozoide chegue ao óvulo, existe a camisinha, tanto masculina, quanto feminina. É o único método contraceptivo que evita gravidez e doenças.

Saiba mais Informações, acesse: 7 Causa Comuns da Mestruação Atrasada

10 Melhores Métodos Contraceptivos
10 Melhores Métodos Contraceptivos. Imagem:Divulgação

Contudo, a maioria das pessoas que mantêm um relacionamento estável, optam por não fazer uso dos preservativos, e nesse caso, somente as mulheres recorrem a algum anticoncepcional.

São muitas opções para escolher, mas é preciso consultar um médico ginecologista para descobrir qual deles se encaixa melhor com o seu perfil. Isso por que a ação dos métodos contraceptivos varia de mulher para mulher, e desencadeia efeitos colaterais que podem ser mais fortes em umas do que em outras. Tudo é questão de se consultar e experimentar.

Conheça agora os 10 melhores métodos contraceptivos existentes no mercado:

Pílula Anticoncepcional

É o método mais requisitado pelas mulheres para evitar uma gravidez. Composta por uma combinação dos hormônios estrogênio e progesterona, as pílulas oferecem mais de 95% de eficácia se tomada corretamente, ou seja, todos os dias no mesmo horário.

Saiba mais Informações, acesse: Enxaqueca – Causas, Sintomas e Tratamentos

Pílula Anticoncepcional
Pílula Anticoncepcional. Imagem:Divulgação

Há diversas marcas e tipos de pílulas anticoncepcionais, com mais ou menos níveis de hormônios, responsáveis por provocar efeitos colaterais variados. Vale lembrar que esse método não é abortivo e não protege contra DST’s.

Minipílula

A alta dose hormonal nas pílulas convencionais fez crescer as reclamações de pacientes que sofrem com efeitos colaterais. Por isso foi criada a minipílula, que contém somente o hormônio progesterona.

Ela é tão eficaz quanto a pílula comum e tem a vantagem de não provocar tantos sintomas adversos.

Minipílula
Minipílula. Imagem:Divulgação

Anticoncepcional Injetável

Outra alternativa é injetar o anticoncepcional com intervalo de 30 ou 90 dias. A aplicação deve ser feita por seu ginecologista ou por uma enfermeira no posto de saúde. O dia para fazer a injeção de anticoncepcional deve ser o mesmo em todos os meses para evitar esquecimento.

Anticoncepcional Injetável
Anticoncepcional Injetável. Imagem:Divulgação

Implante Anticoncepcional

Considerado pelos médicos o método contraceptivo com a maior taxa de eficácia, o implante é simples e tem a duração de 3 anos. Um fino bastão de plástico com o hormônio sintético etonogestrel implantado na pele, vai liberar doses de hormônio na circulação sanguínea.

Adesivo Anticoncepcional

Uma alternativa para quem esquece de tomar a pílula e não quer levar picada, é o adesivo. É um quadrado autocolante que, aplicado à pele, dura 7 dias e deve ser substituído por outro por 3 semanas, quando há o tempo de pausa para menstruar. Tem boa eficácia.

Saiba mais Informações, acesse: Coletor Menstrual – O que é ?

Adesivo Anticoncepcional
Adesivo Anticoncepcional. Imagem:Divulgação

Anel Vaginal

Este anel flexível é feito de silicone e libera lentamente a combinação de progesterona e estrogênio. A mulher pode fazer a inserção dele na vagina, onde ficará por 3 semanas e deverá ser substituído por outro após a menstruação.

Camisinha

A camisinha masculina é o método mais utilizado para evitar DST’s e gravidez, apesar de haver a feminina também. Ela é feita de látex ou poliuretano e tem um custo baixo.

Diafragma

O diafragma é um método feminino que consiste em uma cúpula flexível de silicone e é colocado na frente do colo do útero. Geralmente coloca-se espermicida antes da introdução.

Diafragma
Diafragma. Imagem:Divulgação

Esponja Vaginal

Pouco conhecida, a esponja é semelhante ao diafragma, pois cobre a entrada do útero. Ela é um disco macio e tem uma alça para poder removê-la. A esponja vem com espermicida e deve ser molhada antes de colocar na vagina.

Dispositivo Intrauterino (DIU)

O DIU é um dispositivo em forma de T, que é implantado dentro do útero da mulher de forma rápida e simples pelo ginecologista. Existem dois tipos de DIU: o de cobre e o revestido por hormônio progesterona.

Saiba mais Informações, acesse: Porque você deve testar o coletor menstrual agora mesmo

Vasectomia e Laqueadura

A vasectomia é uma cirurgia feita no homem, que resulta em esterilização permanente. Ou seja, não haverá mais liberação de espermatozoides.

Já a laqueadura é a cirurgia de esterilização nas mulheres que não desejam mais engravidar. É definitiva e o médico deve autorizar o procedimento.

Vasectomia e Laqueadura
Vasectomia e Laqueadura. Imagem:Divulgação

Métodos Contraceptivos Hormonais

Os métodos contraceptivos hormonais são aqueles que são compostos de hormônios femininos, que ajudam a controlar o ciclo menstrual. Na lista de cima citamos vários anticoncepcionais hormonais: pílula, minipílula, adesivo, injeção, implante e anel vaginal. São muito eficazes contra gravidez, mas não protegem contra doenças.

Métodos Contraceptivos Naturais

Chamamos de métodos contraceptivos naturais aqueles que consistem em analisar os dias em que a mulher está fértil. Ou seja, quando ela pode engravidar. Assim, quem utiliza esse meio de contracepção, não praticará relação sexual no período de risco.

Esse método também é conhecido como comportamental ou abstinência periódica. Veja os mais utilizados:

Tabelinha / Ogino-Knauss: é percebido o histórico menstrual dos últimos seis meses.

Muco Cervical (Billings):  é visto quando há o muco cervical, significando que a mulher está fértil

Temperatura corporal basal: vê-se a variação da temperatura corporal. Quando alta, ocorre o período fértil.

Saiba mais Informações, acesse: 9 Atitutes que Causam Corrimento Vaginal

Métodos Contraceptivos Comportamentais

Como dissemos anteriormente, os métodos comportamentais apresentam as mesmas características que os naturais. A mulher que deseja evitar uma gravidez em determinado período, deve se abster de relações sexuais, ou utilizar meios para descobrir qual o período fértil.

Recomendados para você:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA