1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem avaliações)
Loading...

Catapora – O que é, como se pega, como curar ?

0

A Catapora nada mais é que uma das doenças mais comuns durante o período da infância. Ela é causada por um vírus e é altamente contagiosa para quem nunca teve ou para quem não foi vacinado contra.

A catapora é bem notável principalmente pelo aparecimento de bolhas vermelhas na pele, espalhados por todo o corpo, causando coceira e outros sintomas.

Catapora
Catapora

Veja a seguir as principais informações sobre a catapora que você precisa saber.

Quais são as causa da catapora?

O vírus varicela-zóster é o causador da catapora, um integrante da família do herpes-vírus, que também é responsável pela herpes zóster (cobreiro) em adultos.

A catapora é transmitida facilmente para outras pessoas, seu contágio pode acontecer por contato com o líquido da bolha ou tosse e espirro. Até mesmo quem está contagiado pela doença e não apresenta sintomas pode ser um transmissor dela.

A catapora leva de 10 a 21 dias pra começar a se manisfestar no individuo depois da infecção. O vírus pode ser transmitido contagiando outras pessoas um ou dois dias antes da doença a se manifestar no corpo. As pessoas continuam contagiosas enquanto as bolhas encrostadas estiverem presentes.

Quais os sintomas da catapora?

A infecção por catapora tem uma duração de 5 a 10 dias. Os sintomas iniciais da doença surgem, geralmente, um a dois dias antes do início das erupções na pele. Elas continuam por cerca de 4 a 5 dias antes do seu completo desaparecimento.

Os principais sintomas da doença são: febre, bolhas avermelhadas na pele espalhadas por todo o corpo, coceira, mal-estar, perda de apetite, dor de cabeça e dor de barriga.

No início do aparecimento das bolhas, elas surgem na face, no tronco ou no couro cabeludo, e se espalha a partir daí. Em geral, o surgimento de pequenas bolhas no couro cabeludo confirmam o diagnóstico de infecção por catapora.

De um ou dois dias depois, as bolhas ficam com uma cor acinzentada e viram crostas. Enquanto ocorre isso, um nova onda de bolhas aparece em grupos em outra região do corpo. Com frequência, a catapora surge na boca, na vagina/pênis e nas pálpebras.

As reações mais graves aos sintomas de catapora acometem mais frequentemente em crianças que possuem um sistema imunológico problemático. Isso pode ser resultado de uma doença ou de medicamente, como quimioterapia e esteroides.

Catapora
Catapora

Crianças que tem problemas de pele, como dermatite atópica, podem ter mais de 1500 bolhas, quando o mais comum é de 250 a 500 bolhas.

Como é feito o diagnóstico da catapora?

Ao consultar um médico o diagnóstico geralmente é feito apenas com um exame físico para constatar a infecção por catapora. Sendo uma simples análise do histórico médico e a observação dos sintomas, em especial se acontece a ocorrência de erupções na pele, são o bastante para o médico realizar corretamente o diagnóstico.

Se as dúvidas sobre a infecção persistirem, pode ser realizado exames de sangue e testes que envolvam a coleta de pele ou secreção das próprias bolhas.

É possível pegar catapora 2 vezes?

Sim, existe a possibilidade de contrair a catapora duas vezes longo da vida, porém, é uma situação que acontece raramente, principalmente ocorre quando existe o enfraquecimento do sistema imune ou quando se tem um mal diagnostico da catapora na primeira vez e o paciente ainda não teve a infecção.

Vacina contra a catapora

A vacina que protege contra a catapora possui 80% de eficácia e previne contra a forma mais grave da doença, e mesmo se o indivíduo chegar a contrair a catapora, ele irá desenvolver apenas uma forma muito leve da doença, manifestando cerca de menos de 30 bolhas de catapora.

A vacina contra a catapora faz parte da vacina tetra viral, que também protege contra outras doenças sendo, o sarampo, caxumba, rubéola e catapora, e é oferecida pelo SUS desde o ano de 2013. Uma dose da vacina deve ser tomada aos 15 meses de idade, para crianças que já receberam uma dose da vacina tríplice viral.

A vacina contra catapora está indicada para qualquer indivíduo com mais de 1 ano de idade que ainda não tenha tido catapora.

A vacina protege completamente contra catapora?

A vacina contra a catapora possui 80% de eficácia, ou seja, uma vez que não protege completamente contra o vírus, o individuo pode contrair uma forma mais leve da doença, no entanto, estas situações são raras e com sintomas leves, desaparecendo em pouco tempo. Normalmente quem toma a vacina contra a catapora desenvolve no máximo 30 bolhas espalhadas pelo corpo e a sua recuperação acontece em menos de uma semana.

Qual o tratamento para catapora?

Na grande maioria dos casos, manter a criança (ou adulto) confortável enquanto o próprio corpo possa combater a doença sozinho é o bastante para curar-se.

Evite levar o paciente para à escolha, creche ou trabalho, uma vez que a doença é altamente contagiosa e outras pessoas podem acabar sendo infectadas.

Atualmente, já foram desenvolvidos medicamentos antivirais seguros. Para que apresente melhor eficácia possível, eles devem ser ministrados em até 24 horas após o surgimento das erupções, consulte o seu médico logo em seguida ao aparecimento das erupções e pergunte para mais informações.

Em alguns casos, a catapora não exige nenhum tratamento, porque ela pode desaparecer por conta própria. Nesses casos, o médico pode apenas prescrever remédios para ajudar no combate a conceira, aliviando-a até que a doença seja curada pelo organismo.

Complicações da catapora

Embora de ser uma doença comum, a catapora pode apresentar complicações, muito raramente, por isso, esteja sempre atento a todos os sintomas e sempre procure um médico. Abaixo você pode conferir as possíveis e raras complicações ocasionadas pela catapora:

  • Herpeszóster mais tardiamente
  • Mulheres com catapora durante o final da gravidez sofrem o risco de passarem a infecção congênita para o feto
  • Os recém-nascidos são mais suscetíveis a apresentar infecções graves caso sejam expostos ao vírus e a mãe não esteja imunizada
  • As bolhas podem causar uma infecção secundária
  • Encefalite é uma complicação grave, mas rara
  • Síndrome de Reye, pneumonia, miocardite e artrite transitória são outras possíveis complicações da catapora
  • A ataxia cerebelar pode surgir durante a fase de recuperação ou posteriormente. Esta doença é caracterizada por afetar o equilíbrio do caminhar
  • Pneumonia, entre outras.
O site boaformaesaude.com.br é um espaço informativo de educação e divulgação sobre temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto de diagnósticos ou tratamentos, sem antes consultar um médico ou profissional de saúde habilitado.

Recomendados para você:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA