1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1.222 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Efeitos Colaterais da Pílula do dia Seguinte

0

Atualmente, existem vários métodos contraceptivos, a fim de, evitar uma gravidez indesejada.

A pílula do dia seguinte também é uma forma de contracepção, porém, a sua utilização só deve ser realizada em casos de emergenciais. Mas afinal, em qual ocasião devesse optar pelo uso da pílula do dia seguinte?

  • Quando a camisinha estoura durante a relação sexual.
  • Quando ocorrer falha no coito interrompido. Para os que não sabem, coito interrompido é a tática que algumas pessoas ao transarem sem camisinha e gozar fora da vagina para evitar a gravidez.
  • Quando o casal tiver relações sexuais depois da mulher deixar de tomar dois ou mais comprimidos da cartela da pílula tradicional.

Saiba mais informações, acesse: Como Planejar seu Treino para Emagrecer e Perder Peso

Efeitos Colaterais da Pílula do dia Seguinte
Efeitos Colaterais da Pílula do dia Seguinte

Existem dois tipos de pílula do dia seguinte: dose única e dose dupla. O ideal é que você tome o quanto antes a pílula. No entanto, a mulher pode tomar o primeiro comprimido (ou o único, se este for o caso) em até 72 horas depois da relação sexual desprotegida e a segunda dosagem deve ser tomada 12 horas após a primeira.

A eficácia da pílula é de 95% se tomada no primeiro dia. Depois do segundo dia a eficácia pode cair para 85%.

Saiba mais informações, acesse: Benefícios do Abacate

Quanto tempo dura os Efeitos Colaterais da Pílula do dia Seguinte?

Os efeitos colaterais do uso da pílula do dia seguinte variam de pessoa para pessoa. Algumas mulheres podem fazer uso da pílula e não ter nenhum sintoma, enquanto outras podem achar esse período bem desagradável e ter mais de um. A duração dos efeitos colaterais também pode variar conforme cada mulher e o incomodo pode levar algumas horas para passar ou até permanecer por alguns dias.

Os efeitos colaterais mais comuns são: sangramento escuro, desregularização do período menstrual por um período que pode durar até três meses, dor de cabeça, nos seios e enjoos também podem ser causados pelo uso da pílula.

Saiba mais informações, acesse: Saiba todos os Benefícios da Goiaba

A utilização do método com muita frequência pode diminuir consideravelmente o efeito da pílula. Usar a pílula do dia seguinte de duas a três vezes por mês fará com que a menstruação fique desregulada e consequentemente as chances de uma gravidez indesejada aumentem. Além de, causar possíveis riscos à saúde da mulher, que pode vir a sofrer de infarto, derrame e trombose.

Efeitos Colaterais da Pílula do dia Seguinte
Efeitos Colaterais da Pílula do dia Seguinte

É possível Engravidar mesmo Tomando a Pílula do dia Seguinte?

Sim, você pode engravidar mesmo que tenha tomado a pílula do dia seguinte. É importante lembrar que quanto mais tempo você demorar para tomar os comprimidos, maior o risco de o método não fazer efeito.

A pílula do dia seguinte não é abortiva. Ela atua bloqueando a ovulação e com isso dificultando uma possível gravidez. Se a mulher estiver na etapa do período menstrual em que ela ainda não ovulou, a função da pílula será de retardar ou até mesmo impedir a liberação do óvulo. Além disso, a pílula tem uma segunda função: evitar a formação do endométrio (camada que recobre o útero de forma a receber o óvulo fecundado). Ou seja, a pílula pode atuar como método contraceptivo de duas formas.

Quais as Contraindicações da Pílula do dia Seguinte?

A pílula do dia seguinte é um método bastante forte pois possui uma grande concentração de hormônios. Por isso, antes de fazer uso dos comprimidos é preciso prestar bastante atenção nas contraindicações.

Saiba mais informações, acesse: Creatina para que Serve ?

Diferenças-da-pílula-do-dia-seguinte-para-a-pílula-anticoncepcional

Em sua maioria, o método não é indicado para as mulheres com distúrbios metabólicos (em especial tromboembolismo venoso e insuficiência hepática). E, mesmo que, a pílula seja de fácil acesso em farmácias e postos de saúde o ideal é que você consulte com um ginecologista antes de fazer uso dos comprimidos. O profissional irá avaliar o seu histórico, o caso e receitar a pílula mais eficaz para você.

Recomendados para você:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA