1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1.234 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Enxaqueca – Causas, Sintomas e Tratamentos

0

A enxaqueca é ruim e afeta milhares de brasileiros diariamente. Sabemos que o mal crônico ainda não tem cura e ainda não tem cura, mas existem tratamentos que podem ajudar a pessoa a conviver com o problema.

O que os especialistas receitam são tratamentos alternativos aliados com medicamentos para aliviar os sintomas. Também ajuda se o paciente prestar muita atenção no seu dia a dia, o que o faz ter as dores de cabeça. Pois muitos têm um desencadeador, que pode ser algum alimento ou até algo da sua rotina.

O que é Enxaqueca?

A enxaqueca é uma dor de cabeça forte e constante, que dura de quatro a 72 horas, sendo conhecida por ser uma dor latejante e mais intensa em um lado do crânio do que de outro. De tão poderosa que essa dor é a pessoa costuma sentir náuseas e muita sensibilidade à luz e ao barulho. Veja abaixo, ficar com a luz acesa, se alimentar direito e estar em um ambiente de barulho pode te prejudicar.

Sintomas de Enxaqueca

As dores de cabeça fortes e intensas atingem diretamente o cérebro, mas ele não é o único. Os olhos também sentem o mal, pois a visão fica turva, não tolera a luz forte (e até mesmo a luz habitual do sol). Além dos olhos os ouvidos reclamam e você começa a ter problemas com ruídos altos pela vizinhança.

Enxaqueca - Causas, Sintomas e Tratamentos
Enxaqueca – Causas, Sintomas e Tratamentos. Imagem:divulgação

A língua, os lábios e a boca também têm efeitos que as pessoas que sofrem com a enxaqueca não gostam e sente na carne. A dormência e até a incapacidade de falar pode aparecer durante uma crise de enxaqueca. Além disso, a pessoa pode sofrer com dormência, paralisia e dores de estômago. Também é possível que a pessoa vomite e tenha náuseas dependendo da força da dor de cabeça.

Acesse e saiba mais informações:Como Usar Suplemento de Forma Correta?

Causas da Enxaqueca

São muitos os motivos que podem levar uma pessoa a morrer de enxaqueca. Veja só algumas dessas causas:

  •  Jejum
    Tem pessoas que passam longos períodos sem se alimentar e quando menos esperam são assolados por uma enxaqueca daquelas. A alimentação é a base para uma vida mais saudável e pode desencadear problemas muito graves, tendo a enxaqueca como o primeiro sinal.
  • Quando a pessoa não se alimenta direito a quantidade de glicose que fica no sangue não vai atender as suas necessidades diárias para fazer as atividades básicas do dia a dia. E por isso, você tem a crise de enxaqueca difícil de remediar depois.
  • Estresse
    Sim, altos índices de estresse causam dores de cabeça desmedidas. A angustia por não dar conta de entregar um bom trabalho, o desconforto com a forma com a qual o seu chefe te trata no dia a dia e até vendo as dívidas se acumulando, tudo causa estresse e com ele pode vir a enxaqueca muito forte. Isso porque o estresse faz com que o seu sistema nervoso funcione mais rápido e as dores de cabeça podem ser um sintoma disso.
  • Menstruação
    As mulheres sofrem muito no período de menstruação e um dos sintomas de que algo está acontecendo com o seu corpo é a tal enxaqueca. No período menstrual o nível do hormônio estradiol é bem mais baixo e com isso o sistema nervoso se torna bem mais sensível a ruídos, luzes e situações de estresse.
Enxaqueca - Causas, Sintomas e Tratamentos
Enxaqueca – Causas, Sintomas e Tratamentos. Imagem:divulgação
  • Sono Inadequado
    Dormir menos que oito horas por noite pode causar enxaquecas fortíssimas. Tente sempre dormir cedo, desligue a televisão, o celular e tudo mais que possa tirar a sua atenção.
  • Alimentação
    Alguns alimentos podem te causar enxaqueca. Mas não tem uma regra geral para isso, pois cada pessoa pode sofrer com o mal. Os alimentos que causam a enxaqueca mudam muito de paciente para paciente e a dica é ficar de olho no que você coloca no prato para entender o seu corpo e o que desencadeia a enxaqueca. Alguns alimentos são mais comuns causar essas tais dores fortes de cabeça, sendo eles: café, vinho, chocolate, queijo, embutidos e temperos industrializados.
  • Tempo seco
    E basta a chuva demorar a vir que o tempo fica seco. No inverno, por exemplo, isso é bem comum. O ar seco e frio favorece (e muito) o aparecimento de doenças como gripes e resfriados. Além disso, é no inverno que acontecem mais incidências de sinusite e renite. Todos esses problemas respiratórios são um prato cheio para dar aquela enxaqueca péssima.
  • Cheiros fortes
    Alguns cheiros podem desencadear a sua enxaqueca se você tiver um olfato sensível. Isso porque cheiros fortes atingem uma região do cérebro chamada sistema límbico. Por isso, tente evitar uso de perfumes fortes, produtos de limpeza intensos e até ficar dentro do carro ao abastecer, pois até o cheiro do combustível pode te dar dores de cabeça muito fortes.

Acesse e saiba mais informações: Cicatricure Funciona mesmo? Quais Efeitos

Complicações Possíveis

Nas crises mais agudas de enxaqueca é praticamente impossível trabalhar. É complicado demais levar uma vida normal com fortes dores de cabeça. As atividades mais corriqueiras podem ser péssimas de serem executadas nessas ocasiões. A enxaqueca pode até tirar o seu sono e a tranquilidade para se relacionar com a família e com os amigos.

Enxaqueca - Causas, Sintomas e Tratamentos
Enxaqueca – Causas, Sintomas e Tratamentos. Imagem:divulgação

Diagnóstico de Enxaqueca

Para ter o diagnóstico da enxaqueca é necessário buscar um médico. Muitos vão pedir o seu histórico, a forma como se comporta no dia a dia e a rotina de consumo de alimentos. É muito provável que ele peça alguns exames caso o problema tenha a chance de ser algo mais recorrente. Após o seu diagnóstico ele vai indicar algum bom tratamento.

Os neurologistas (médicos especialistas e males da cabeça) são os médicos mais indicados para diagnosticar as causas de uma enxaqueca. Esse diagnóstico pode ser feito somente com as informações sobre as crises repassadas pelo paciente, por isso, seja super sincero.

No entanto, a própria pessoa é capaz entender as causas da sua enxaqueca se prestar atenção do seu dia a dia. A melhor maneira de fazer isso é redigir um diário e anotar as datas, os horários e a duração de cada crise de enxaqueca, além de relatar todos os alimentos ingeridos e as atividades realizadas no seu dia, sendo físicas ou somente corriqueiras, como coisas de trabalho.

Vai dar trabalho entender o seu corpo, mas é necessário para passar para o médico a investigação do problema. Catalogue todas as informações por ao menos seis meses. Seja especifico nos dados e detalhistas. Para te ajudar ainda mais disponibilizamos por meio de um link um modelo de diário a ser seguido (clique aqui). Anotando tudo certo você vai reconhecer o que desencadeia as crises e como tratar isso

Acesse e saiba mais informações:Autismo – Causas, Sintomas e Tratamentos

Tratamento de Enxaqueca

O tratamento da enxaqueca pode atuar em várias frentes, incluindo as atividades físicas e até remédios. Mas antes de tratar o seu médico vai dizer qual tipo de enxaqueca você tem.

Existem dois tipos de enxaqueca: a ocasional e a frequente (crônica). Os dois tipos de enxaquecas são causadas por causa da inflamação do nervo trigêmeo, que faz uma conexão entre o cérebro e o sistema nervoso da pessoa. A diferença dos dois tipos de enxaqueca é a frequência em que ela aparece: quem sofre com a enxaqueca crônica sofre mais de três crises por mês.

Enxaqueca - Causas, Sintomas e Tratamentos
Enxaqueca – Causas, Sintomas e Tratamentos. Imagem:divulgação

 

Confira a seguir as medicações e tratamentos contra enxaqueca. O mais importante é que não podemos consumir remédios por conta própria, pois isso pode ser perigoso, causando até um aneurisma em casos mais graves. Lembramos que a medicação acaba com os sintomas durante a crise ou o atenua.

  • Para enxaquecas leves e médias
    Nesse caso, geralmente os médicos receitam analgésicos e anti-inflamatórios que encontramos com facilidade em farmácias, como por exemplo: paracetemol, dipirona, diclofenaco.
  • Para crises agudas de enxaqueca
    Também podem recomendar para você medicamentos que atuam diretamente para acabar com a inflamação do nervo trigêmeo ( esses medicamentos são à base de substâncias químicas como o triptano e derivados do ergot).

Acesse e saiba mais informações:Como Controlar a Glicose Alta

Para a enxaqueca frequente (crônica)

Nos casos mais agudos há quatro formas de se tratar que pode ser aplicada. Esses medicamentos são aplicados para acabar com as crises de enxaqueca:

  • Atividades físicas
    Quem diria que a pessoa que praticar atividades físicas pode ter menos chances de sofrer com uma crise de enxaqueca. Isso porque praticar atividades físicas ajuda o seu corpo a liberar endorfina, que é a substância responsável pelo bem-estar, e auxilia na hora que o seu corpo está precisando aliviar a dor.
  • Relaxamento
    Relaxar ajuda a aliviar a dor, mesmo porque ela pode estar acontecendo porque você está estressado. Especialistas recomendam que você fique, ao menos, meia hora em uma posição muito confortável. Isso vai te ajudar a relaxar os músculos e reduz os estímulos ao sistema nervoso.
  • Toxina botulínica (botox)
    Acredite se quiser: botox pode aliviar a enxaqueca crônica. O botox ajuda você a diminui a contração muscular e reduz os impulsos no nervo trigêmeo (aquele que causa muita dor).
Enxaqueca - Causas, Sintomas e Tratamentos
Enxaqueca – Causas, Sintomas e Tratamentos. Imagem:divulgação

Medicamentos para Enxaqueca

Os médicos costumam recomendar para as pessoas que sofrem de enxaqueca remédios para pressão alta (propanolol), antidepressivos (amitriptilina, nortriptilina) e contra convulsão (valproato, carbamazepina). É claro que cada caso é um caso e a medicação pode sofrer alterações de acordo com a forma que o mal desencadeia. As medicações para enxaqueca ocasional também são usadas em alguns casos, mas o médico precisa avaliar antes de consumir o medicamento por conta própria.

Acesse e saiba mais informações: Lipomax: Emagrecendo com Saúde

Enxaqueca com Aura

A enxaqueca com aura trata-se de um tipo de enxaqueca que assola cerca de 10 a 15% das pessoas que sofrem com o mal. e se caracteriza por duas fases distintas que acontece em duas fases:

  • A fase de aura (chamada aura de enxaqueca) e
  • A dor de cabeça propriamente dita.
  • A fase de aura de uma enxaqueca acontece geralmente antes da dor de cabeça forte mesmo. A aura de enxaqueca é um dos fenômenos sensoriais , como por exemplo, a visão. Esse mal dura de 15 a 60 minutos e merece cuidado.

Acesse e saiba mais informações:7 Alimentos para turbinar seu treino de corrida

Prevenção da Doença

Existem alguns meios de evitar a enxaqueca, confira:

  1. Não fique sofrendo de modo antecipado, mesmo antes do problema acontecer. Algumas pessoas tendem a ter problemas e ficam sofrendo por antecipação, causando ainda mais estresse. Desse o organismo vai disparar os seus sistemas de defesae um desses sistemas é justamente a dor de cabeça.
  2. Coma a cada 3 ou 4 horas. Como já mencionamos, longos períodos sem se alimentar causa mal-estar e dores de cabeça.  Isso acontece porque quando você fica muito tempo em jejum pode baixar a quantidade de açúcar do sangue, estimulando dessa forma a produção de substâncias que causam as crises de enxaqueca fortes. E depois que a enxaqueca começa não adianta comer muito para ela passar, pois isso vai demorar para acontecer mesmo você se alimentando.
  3. Durma direito. As pessoas estão dormindo cada vez menos, por isso, tendem a ter mais dores de cabeça. Acontece que uma boa noite de sono te deixa bem, permite que seu corpo se regenere e tenha revitalização. Tente deitar cedo e dormir 8 horas sem interrupções.
  4. Procure um ginecologista. Pode ser que a enxaqueca seja desencadeada por um problema ginecológico, como por exemplo, a endometriose, ovários policísticos e irregularidades menstruais podem agravar o problema. Essa disfunção hormonal pode mesmo te colocar em uma posição que você fica com muitas dores de cabeça. Mas se o caso da sua enxaqueca for alguma disfunção hormonal o tratamento pode te ajudar a resolver esse problema. Basta tomar o anticoncepcionais contínuos recomendados pelo seu médico. Também costuma cessar as dores na gravidez ou na menopausa, se o caso for hormonal.
  1. Tente relaxar. Não adianta ficar estressado o tempo todo, pois tem coisas que fogem totalmente do seu controle. Se fosse se irrita com facilidade controle o seu gênio para o seu próprio bem. Se preciso, procure ajuda psicológica para domar essa irritabilidade fora de controle. Tente manter a calma sempre para não ter problemas com a enxaqueca, ou para evitar isso, ao menos.

Do mais, não tem como garantir que não vai sofrer com o mal.

Recomendados para você:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA