1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (8 votos, média: 2,38 de 5)
Loading...

7 Ideias de como fazer jejum intermitente

0

O jejum intermitente é uma nova dieta que está ganhando espaço aos poucos. Considerada como um novo estilo de alimentação, com ela você não precisa cortar os alimentos de suas refeições, apenas saber o momento certo de consumi-los.

A dieta possui diversos métodos, chamados de protocolos, e cada adepto pode escolher aquele que melhor se enquadrar ao seu perfil.

Saiba mais informações, acesse: Lista de alimentos sem carboidratos

O que comer depois do jejum intermitente
O que comer depois do jejum intermitente

O jejum intermitente consiste em alterar momentos de jejum com momentos de alimentação e por isso é fundamental saber o que é mais indicado ingerir após o período em jejum. Mesmo que tudo seja liberado, sempre é recomendável manter uma doa alimentação, rica em frutas, verduras e legumes.

Conheça mais um pouco sobre o Jejum Intermitente

Como o nome sugere, esse estilo de alimentação é baseado no jejum. É um método que tem sido recomendado por especialistas e aprovado por quem se torna adepto. Os benefícios do jejum intermitente surgem principalmente pelo fato de que, ao ficar em jejum, muitas coisas mudam em nosso organismo.

Saiba mais informações, acesse: Como Emagrecer 10 kg em 10 dias

Por exemplo, os níveis de hormônio são alterados nas células e toda a gordura armazenada que possuímos passa a se tornar disponível para uso e, com isso, são gastas. Isso gera gasto calórico e consequentemente perda de peso. É assim que a dieta funciona, você só precisa escolher um protocolo.

Meios de fazer o Jejum Intermitente

O jejum intermitente tem sido adotado por diversas famosas ao redor do mundo, inclusive no país. Todas elas têm aprovado e recomendado o método para seus admiradores, o que faz com que ele se torne cada vez mais conhecido.

Meios de fazer o Jejum Intermitente
Meios de fazer o Jejum Intermitente

O jejum possui diversos protocolos e você pode escolher o que achar melhor. Um dos mais populares é chamado de 16/8, onde você fica em jejum por 16 horas e se alimenta nas restantes 8 horas do dia.

Um protocolo também muito usado é o de ficar em jejum 24 horas, 2 vezes por semana. Há ainda a opção de você, por exemplo, fazer pequenos jejuns ao longo do dia, pulando algumas refeições: almoçar, mas não tomar café da tarde e depois apenas jantar.

Saiba mais informações, acesse: Receita de Bolo de Chocolate sem Glúten

Já não é novidade a quantidade de dietas que sempre surgem. Algumas delas são completamente furadas, outras realmente funcionam – mas claro que nada substitui o olhar de um especialista para dizer qual a melhor forma de emagrecer, certo? Mas um dos regimes que tem feito sucesso é o do jejum intermitente que, caso você não conheça, explicaremos logo como fazer.

Mas independente se você saiba o que é ou não, confira, antes de tudo, algumas ideias reais, interessantes e testadas dessa modalidade de emagrecimento, além de outras informações necessárias para você saber se ele realmente serve pra você; confira.

  1. Jejum intermitente duas vezes por semana

Essa ideia é boa para quem está começando. Aqui o jejum é feito duas vezes na semana: durante cinco dias você se alimenta normalmente e, em dois dias escolhidos (normalmente intercalados) você ingere, no máximo, 600 calorias.

 2. Jejum intermitente de 24 horas

 A segunda opção não é tão fácil assim, final, você deve escolher dois dias da semana para ficar 24 horas sem comer. Você pode, por exemplo, fazer uma refeição de noite e voltar a comer no outro dia no mesmo horário.

 3. Jejum intermitente a cada dois dias

 A opção acima pode ser aplicada a cada dois dias também. Você come normalmente por dois dias e passa 24 horas sem comer no próximo dia e assim por diante. Assim é bom que você pode aliar com eventos e refeições especiais, por exemplo.

4. Jejum intermitente em algum período do dia 

Se você sente mais fome durante o dia, que tal ficar sem jantar? Ou também ao contrário, claro. Veja o que seu organismo prefere e coloque em prática!

5. Jejum intermitente pulando refeições

Aqueça velha história de comer de três em três horas não precisa ser aplicada todos os dias. Se você não consegue passar muito tempo sem comer, pode tentar, ao menos, pular alguma refeição como o café da tarde, por exemplo.

6. Jejum intermitente com comida saudável

Claro, não adianta nada fazer o sacrifício de ficar sem comer e, no dia liberado, consumir um monte de gordura e açúcar, por exemplo, né? Então, prefira sempre comidas mais saudáveis, pelo menos durante a semana. Aí, se estiver liberado pela sua nutricionista, pode comer o churrasco do final de semana sem culpa.

jejum
jejum
  1. Jejum intermitente 16 h

Esse é o método mais conhecido e funciona assim: você se alimenta durante um período de 8 horas no dia e passar as outras 16 horas sem se alimentar. E olha que nem é tão difícil, viu? Se você almoçar ao meio dia, tem até as 8 da noite para fazer as refeições e depois só deve comer novamente ao meio dia do outro dia. Para quem curte tomar um café da manhã reforçado pode ser bem difícil, mas é questão de acostumar o corpo também.

Cardápio do jejum intermitente

A questão do cardápio é muito relativa, afinal, cada pessoa está acostumada a ter um tipo de alimentação e isso deve ser feito especialmente para você. A dica, portanto, é aliar alimentos como vegetais, carnes magras, queijos e outros alimentos considerados com gorduras boas – tudo para manter o bom funcionamento do organismo.

Agora é preciso evitar alimentos como pão, batata, alimentos fritos em muita gordura, refrigerantes e alimentos processados. Claro que isso não significa nunca mais comer essas coisas, mas reserve um dia de “lixo” para fazer isso porque não adianta fazer jejum comendo esse tipo de comida, né?

Jejum intermitente funciona?

Assim como o cardápio, isso também é relativo já que cada organismo age de um jeito a esse tipo de coisa. O jejum intermitente tem tudo para funcionar uma vez que o fato de não alimentar o corpo faz com que ele sofra alterações como nos níveis hormonais e, consequentemente, na queima de gordura.

Mas, dependendo do seu corpo, ele pode não aceitar esse fato e não trazer boas consequências, então, é tudo questão de tentar. E se você quer, não deixe de procurar um profissional antes para saber se a sua saúde está em dia e se realmente pode fazer essa mudança alimentar, afinal, antes de só querer um corpo mais magro, é preciso fazer isso de maneira saudável e sem se prejudicar.

O que é mais indicado comer após o jejum?

Como falamos, o jejum intermitente não restringe nenhum tipo de alimento, ele só define que você deve tirar períodos de jejum ao longo do dia ou da semana, como preferir. Sendo assim, você está livre para comer o que desejar. Só que é esperado que todos os adeptos do novo método tenham a consciência de que é necessário se alimentar bem e de forma saudável para que os resultados possam ser ainda mais significativos e visíveis.

O que comer depois do jejum intermitente
O que comer depois do jejum intermitente

O fato da dieta não restringir os alimentos não significa que você deve comê-los. O ideal é manter uma alimentação saudável, baseada em frutas, legumes, verduras e proteínas.

Após um longo período em jejum, o mais indicado é que você faça uma refeição com proteína, fibra e gordura do bem. Coma frutas, pães integrais, sucos naturais, além de inserir frutas e verduras em seus pratos.

 

Recomendados para você:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA