1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem avaliações)
Loading...

O que é o Câncer de Mama?

0

O câncer se caracteriza pelo desenvolvimento rápido e desordenado de células, que conseguem a capacidade de se multiplicar. Essas células tendem a ser muito violentas e incontroláveis, causando a formação de tumores malignos (câncer), podendo se expandir se para várias regiões do corpo. O câncer pode ser chamado de neoplasia.

Como o próprio nome já diz o câncer de mama afeta as mamas, que são glândulas construídas por lobos, que se fracionam em estruturas menores chamadas de ductos mamários e lóbulos. Esse é o tumor maligno mais popular em mulheres e o que mais leva a morte as brasileiras, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca).

Quem tem maior risco de ter câncer de mama. (Imagem: Divulgação)
Quem tem maior risco de ter câncer de mama. (Imagem: Divulgação)

O câncer de mama é algo raro antes dos 35 anos, porém acima dessa faixa etária sua existência se desenvolve rápido e gradativamente. É importante salientar que nem todo tumor no seio e maligno ele pode acontecer em homens, mas o número de casos e muito menos. A grande parte dos caroços (ou nódulos) descobertos na mama é benigna, mas de certa forma só pode ser confirmado através de exames médicos.

Quando identificado e tratado no começo, isto é, quando o nódulo é inferior a 1 centímetro, as possibilidades de cura do câncer de mama alcançam até 95%. Tumores dessa estatura são pequenos demais para serem descobertos por toque, mas são perceptíveis na mamografia. Por isso é indispensável que toda a mulher faça sua mamografia uma vez ao ano após os 40 anos.

Quem tem Maior Risco de ter Câncer de Mama

As pessoas que tem um índice alto de ter câncer de mama são as mulheres, principalmente quem tem mais de 60 anos, já possuíram um câncer de mama ou tem casos na família e assim como as que fizeram terapia de restituição hormonal em algum período da vida.

Porém o câncer de mama pode aparecer em qualquer pessoa, assim sendo muito importante fazer o autoexame da mama todo o mês, visto que, no início este tipo de câncer não aparenta nenhum sintoma específico, podendo retardar o resultado e o tratamento.

Principais Fatores do Câncer de Mamas

Os principais sintomas que cresce o risco de câncer da mama são:

Alterações na mama

As mulheres que possuem mais chances de apresentar este tipo de câncer são as que já tiveram complicações na mama ou efetuaram radioterapia na região, como ocorre em outros tipos de câncer nessa área ou no tratamento linfoma de Hodgkin, por exemplo.

Quem tem maior risco de ter câncer de mama. (Imagem: Divulgação)
Quem tem maior risco de ter câncer de mama. (Imagem: Divulgação)

O risco e da mesma forma maior nas mulheres que mostram alterações benignas na mama, como carcinoma lobular in-situ ou hiperplasia atípica e alta densidade mamária considerada em uma mamografia.

Histórico familiar de câncer

Pessoas que têm histórico de familiares que já portaram câncer de mama ou de ovário, particularmente quando têm parentesco de primeiro grau como mãe, pai, irmã/o ou filho/a, sendo assim apresentam um risco de 2 a 3 vezes maior. Nessa situação, encontra-se um teste genético que ajuda a comprovar se tem esse risco de desenvolver a doença.

Mulheres na menopausa

Tem muitos casos em que as mulheres na menopausa fazem terapia para a reposição hormonal com medicamentos compostos por progesterona ou estrogênio, o que cresce o risco de desenvolver câncer, especialmente quando utilizado em um período maior de 5 anos. Além do mais, quando ocorre a menopausa após os 55 anos, as possibilidades acabam sendo maiores.

Estilo de vida pouco saudável

Comparado com quase todos os padrões de câncer, não praticar atividade física regularmente, amplia as chances de ter câncer de mama, principalmente devido ao volume de peso corporal, que contribui para o desenvolvimento de mutações nas células. Além de que o uso de bebidas alcoólicas ao decorrer da vida também amplia as chances de ter câncer.

Gravidez tardia ou ausência de gravidez

Quando a primeira gravidez acontece após os 30 anos ou na falta de gestação o risco de desenvolver câncer de mama também se torna maior.

Como Diminuir o Risco de ter Câncer

Para reduzir os riscos de desenvolver câncer é importante eliminar alimentos poucos saudáveis como comidas prontas e enlatados, assim como fugir de outros casos como estar exposto à fumaça ou possuir um IMC maior que 25.

Quem tem maior risco de ter câncer de mama. (Imagem: Divulgação)
Quem tem maior risco de ter câncer de mama. (Imagem: Divulgação)

Além do mais, deve ingerir cerca de 4 a 5 mg por dia de vitamina D, como fígado ou ovo e preferir alimentos ricos em vitaminas antioxidantes, fitoquímicos como carotenoides, compostos fenólicos e fibras, por exemplo.

Recomendados para você:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA