1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1.833 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

7 Dicas para a Prevenção dos Gases

0

Tão comuns e normais no dia a dia de qualquer ser humano, os gases estão presentes e causam desconforto e, sim, constrangimentos.

Produzimos cerca de um a três litros de gases por dia, devido à digestão de alimentos e bebidas, além do próprio ar que acabamos por engolir e, a esses gases, podemos dar dois nomes para diferenciá-los: o arroto e o tão famoso pum, aquele que vem com seu inconveniente cheirinho e envergonha qualquer um. E esses são os que mais incomodam.

Não existe meios de não soltar pum, mas diminuir a flatulência e evitar desconfortos causados por eles é possível. Afinal, quem gosta de ter cólicas ou ficar com a barriga estufada por causa do acúmulo de gases?

Veja mais Informações, acesse: Conheça os Principias Tratamentos para Depressão

Prevenção dos Gases
Prevenção dos Gases

Prevenir Gases Intestinais

Os gases intestinais são formados durante a digestão. Quando carboidratos não são quebrados durante a passagem pelo estômago, eles são fermentados por bactérias que vivem nos intestinos, já que as enzimas para digerir carboidratos não são produzidas ali. Portanto uma dieta balanceada é essencial para que a produção de gases intestinais seja consideravelmente menor.

Intolerância à lactose, glúten, alergias e até mesmo medicamentos podem acarretar em um aumento de gases intestinais. Saber identificar o que causa mais gases é uma ótima forma de contornar a situação e prevenir que se formem gases em excesso.

Veja mais Informações, acesse: Como Tratar a Sindrome do Pânico

Chás que Eliminam Gases

Existem inúmeros benefícios que são proporcionados pela ingestão de diversas ervas e plantas medicinais, que são utilizadas há milhares de anos por diversos povos, sempre buscando curar doenças e promover bem estar e saúde.

Dentre diversas ervas que se podem fazer chás para eliminação de gases, melhora da digestão e alívio das cólicas causadas pelo excesso de gases, podemos citar:

  • Chá de Carqueja
  • Chá de Chapéu de Couro
  • Chá de Erva Doce
  • Chá de Erva Cidreira
  • Chá de Funcho
  • Chá de Gengibre
  • Chá de Manjericão
Prevenção dos Gases
Prevenção dos Gases

Alimentos que não Causam Gases Intestinais

Há diversos alimentos como leguminosas, leite e derivados, amido presente em massas e trigo, fibras, carne vermelha e alguns legumes, frutas e verduras que aumentam a produção de gases intestinais. Porém, há outros diversos alimentos que, mesmo aliados aos alimentos acima, de forma moderada inibem ou diminuem a produção excessiva de gases.

Dentre os alimentos que ajudam a prevenir gases, podemos destacar alho, cebola, aspargos, alcachofra, tomate, peixes, frango e carnes brancas no geral, abacaxi, mamão, banana, feijão ou lentilha devem ficar de molho por, pelo menos, doze horas, conservas, bolos, nozes, gelatina, arroz, cenoura, flocos de milho, compotas de frutas, banana, maçã, iogurte, leite fermentado e etc. Uma alimentação balanceada e rica, alem de muita hidratação, são fundamentais para prevenir gases.

Como Prevenir Gases em Bebe

Bebês recém-nascidos, por volta dos quinze ou vinte dias começam a ter as tão conhecidas cólicas, doloridas e que causam grande desconforto. Isso é extremamente normal e todo bebê tem cólicas, uns mais e outros menos, porém todos passam por essa fase. Isso acontece porque o bebê passa a ter gases e, estes, por conta de alguns motivos óbvios. Primeiramente, todos os órgãos do bebê estão sendo forçados a começar a trabalhar, principalmente o intestino e, com isso, o acúmulo de gases é normal.

Em segundo lugar, bebês normalmente mamam, arrotam e já dormem e, dessa forma, é bastante comum que se forme gases. Outro motivo óbvio deve ser destacado: o bebê se alimenta de leite, um dos grandes causadores de gases, já que o leite fermenta.

Hoje em dia, grande parte dos médicos critica e não indica o uso de chás para cólicas em bebês e sim medicamentos. De determinado ponto de vista, o uso de remédios é a melhor forma de evitar e diminuir os gases em bebês. Porém, a sabedoria popular e o chá de erva-doce com camomila que a vovó falava começam a fazer sentido. Entre dar uma medicação química e uma natural, obviamente que a natural é melhor para a criança. É claro que não se deve dar uma mamadeira de chá para o bebê, porém cerca de dez ml, ou um copinho daqueles de  remédio resolvem bastante.

Veja mais Informações, acesse: Quais são os Efeitos Colaterais da Pílula do Dia Seguinte

Prevenção dos Gases
Prevenção dos Gases

Além disso, há outras formas de prevenir e aliviar os sintomas de gases em bebês, como banhos mornos, compressas quentinhas, as massagens circulando a barriga em sentido horário ou a “ginastiquinha” feita com as perninhas, promovendo algo parecido com agachamento.

Se estes dois últimos forem feitos todos os dias, desde o nascimento, será muito difícil que o bebê tenha cólicas, já que dessa forma os gases são eliminados mais facilmente e estimula o intestino do bebê a trabalhar bem.

Outra dica que vale não só para bebês, mas para todos, é deitar de lado, sobre o lado esquerdo do corpo. Isso facilita a circulação dos gases e favorece a eliminação dos gases intestinais.

7 Dicas para Prevenir Gases

Agora que já explicamos um pouco sobre como se acumulam os gases intestinais e algumas formas de contornar a situação e preveni-los, elaboramos uma lista com dicas super simples e eficientes que podem ser incorporadas no dia a dia para prevenir e diminuir bastante a quantidade de gases e, de quebra, evitar aquele punzinho constrangedor na hora errada.  Vamos a elas:

  • Beba bastante água! Manter-se hidratado e consumir ao menos um litro e meio de água por dia garante que a digestão seja tranquila, principalmente de fibras e carboidratos, que precisam de uma boa quantidade de líquido para serem digeridas. Do contrário podem, inclusive, acarretar uma prisão de ventre;
  • Coma devagar! A ingestão rápida de alimentos faz com que seja engolido mais ar;
  • Fique ligado se quando ingere comidas ou bebidas que contém leite ou derivados há aumento na quantidade de gases. Isso pode ser provocado por alergia ou intolerância à lactose. Caso desconfie, procure um médico para realizar exames;
  • Diminua a quantidade de alimentos gordurosos na sua dieta. A gordura é mais difícil de ser digerida que, aléintestinal os gases não se acumulam.

Recomendados para você:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA