1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem avaliações)
Loading...

APENDICITE: O que é, Sintomas e Tratamentos

0

 

Em algum momento da vida você já teve ou ouviu falar de alguém próximo que teve apendicite, mas muitos ainda se perguntam o que é essa doença e o que ela causa.

Apendicite o que é?

A apendicite ocorre quando o apêndice inflama, e essa inflamação ocorre devido a entrada de alguma sujeira como: pequenos pedaços de fezes, sementes de frutas ou até mesmo um parasita intestinal, isso faz com que o apêndice fique bloqueado, fazendo com que ele inche e produza uma proliferação de bactérias.

Apendicite
Apendicite. Imagem:divulgação

Onde fica o apêndice?

O apêndice é uma pequena bolsa que está ligada ao nosso intestino grosso e se localiza no canto inferior direito da barriga, por esse motivo se houve dor intensa neste local do abdômen é preciso ir a um médico com urgência.

Causas da apendicite

Como já citado anteriormente a apendicite ocorre devido a inflamação do apêndice que se dá pela entrada de fezes e outros corpos estranhos no apêndice, mas ela pode ocorrer por outros motivos como: pedra na vesícula, apêndice rompido devido a uma forte pancada recebida no local, normalmente através de um acidente, gases acumulados no apêndice e parasitas intestinais.

Sintomas da apendicite

Por mais banal que possa parecer ter apendicite é perigoso principalmente se ela não for tratada com rapidez, por esse motivo aqui estão alguns sintomas para ficar ligado se caso desconfiar de que alguém próximo ou você mesmo possa estar com apendicite:

Apendicite
Apendicite. Imagem:divulgação
  • Dor intensa no lado inferior direito da barriga;
  • Náuseas e vômito;
  • Diminuição no apetite;
  • Febre baixa que não cede, ficando em torno de 37,5 º à 38ºC;
  • Barriga inchada
  • Excesso de gases

Os sintomas acima estão ligados a apendicite aguda, que é mais comum em crianças e adolescentes, mas ainda assim pode ocorrer em qualquer idade.

Em casos de rompimento do apêndice a pessoa se sentirá melhor de repente e a dor irá passar, só que uma vez que a infecção se espalhar para a parte inferior do abdômen a dor ficará mais forte e os sintomas ficarão piores, os sintomas após rompimento incluem:

  • Calafrios;
  • Prisão de ventre;
  • Diarreia;
  • Febre;
  • Perda de apetite;
  • Náuseas e vômito;
  • Tremores

Por isso, fique atento ao primeiros sinais de que você pode ter apendicite, pois isso evitar uma série de problemas.

Como diagnosticar a apendicite?

Após a pessoa identificar os primeiros sintomas como a dor do lado inferior direito da barriga e a baixa febre ela deve imediatamente procurar ajuda de um médico, que examinará os sintomas citados pelo paciente e pedirá alguns exames para se certificar do diagnóstico.

Os exames que o médico pode pedir são o de sangue, o de urina, um ultrassom abdominal ou uma tomográfica computadoriza.

Apendicite
Apendicite. Imagem:divulgação

Um exame prático para se fazer e descobrir se seu apêndice está inflamado consiste em deitar de barriga para cima e pressionar a barriga do lado direito, logo em seguida a mão deve ser retirada rapidamente, caso a dor se torne mais forte a grandes chances de ser apendicite, mas em todos os casos é necessário a busca por ajuda especializada.

Tratamento da apendicite aguda

Não existe nenhum medicamento que ajude a curar a inflamação do apêndice, por isso, se recorre a cirurgia. Este procedimento pode ser feito de dois modos, o primeiro é o modo tradicional onde se faz um pequeno corte de mais ou menos 5cm em cima da região do apêndice, então ele é retirado.

Apendicite
Apendicite. Imagem:divulgação

O segundo modo se chama “Laparoscopia” e funcionada da seguinte forma, o médico faz três pequenos furos no abdômen e por eles insere uma pequena câmera e instrumentos cirúrgicos, e assim retira o apêndice, este método tem um tempo menor de recuperação deixa uma pequena cicatriz que muita raramente é perceptível.

Estes procedimentos costumam ser realizados apenas 24 horas após o diagnóstico para evitar uma infecção generalizada na região do abdômen.

Recomendados para você:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA