1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1.772 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

O que é a Depressão Infantil ?

0

A depressão é um transtorno de humor que afeta principalmente os adultos e os mais idosos, mas que também pode aparecer em uma criança.

Esse transtorno é caracterizado principalmente por tristeza e anedonia, estes ainda são ligados a transtornos do sono, de alimentação e podem provocar ainda cefaleia, tonturas e outros problemas. A seguir você vai ver o que é essa depressão na infância, conhecer os sintomas e descobrir como lidar com a situação.

Conheça mais Informações, acesse: Fazer Sexo Emagrece Mesmo ?

Depressão Infantil o que é

Você já sabe que a depressão é caracterizada principalmente pela tristeza, mas na infância esse transtorno torna mais frequente a presença de irritabilidade, mau humor e a falta de vontade de realizar as atividades rotineiras, como brincar, rir ou ir para a escola.

As crianças deprimidas geralmente são tímidas, não ficam na companhia de muitas pessoas, não jogam, não brincam e tendem a não confiar em si mesmas.

Depressão Infantil o que é
Depressão Infantil o que é

Sintomas de Depressão Infantil

A depressão infantil pode ser diagnosticada pelos pais e professores se estes ficarem atentos ao comportamento da criança. Entre os principais sintomas nós podemos destacar os seguintes, mas é válido ressaltar que eles podem surgir de forma mascarada, tornando mais difícil ainda de reconhecê-los: dificuldade para se divertir, baixo desempenho na escola, insônia, mudança na alimentação, fadiga excessiva, irritabilidade, sentimento de culpa, atos suicida, choro, face depressiva, hiperatividade, entre outros.

É importante que os pais fiquem atentos sempre que notarem algum tipo de mudança no comportamento, principalmente se algum acontecimento ruim aconteceu ultimamente. As crianças podem ficar tristes e até depressivas com a morte de algum parente ou ente querido.

Depressão Infantil na Escola

Os professores também podem ajudar a identificar se a criança está com problemas e, a partir de então, avisar os pais e ajudar no tratamento. Como você viu, um dos principais sintomas é o baixo rendimento escolar.

Isso pode ser visto principalmente se a criança sempre teve notas boas, mas de uns tempos para cá começou a se sair mal nas provas e nas atividades. Além disso, uma criança com depressão tende a querer ficar sozinha, por isso os professores podem analisar se ela está brincando com os colegas ou está em um canto, sem ninguém.

Depressão Infantil na Escola
Depressão Infantil na Escola

Esses fatores sempre são sinais de algum problema e a depressão infantil na escola tende a se manifestar dessa maneira.

Depressão na Pré-Adolescência

Na pré-adolescência e na adolescência os jovens também costumam sofrer com a depressão, mas os sintomas podem passar ainda mais despercebidos, pois são comparados com os distúrbios que os jovens tendem a passar nessa fase, já que os hormônios estão à flor da pele, assim como as mudanças.

No entanto, é essencial saber identificar e compreender o jovem nessa fase. Os pais devem suspeitar de depressão nos adolescentes se estes apresentarem durante duas semanas seguidas, pelo menos cinco dos seguintes sintomas: diminuição do interesse por atividades, pouca capacidade de concentração, sentimento de culpa, pensamentos suicidas, ganho ou perda de peso, diminuição do apetite, tristeza, agitação, cansaço e falta de energia.

O que é a Depressão Infantil ?
O que é a Depressão Infantil ?

Como Lidar com essa Doença

Independente se a depressão ocorre na infância ou na adolescência, ela precisa ser tratada. O tratamento para a criança envolve os pais, o médico, o psicólogo e até mesmo os professores da escola. Eles trabalham para descobrir os motivos que levaram a criança a estar depressiva e a partir disso criam soluções para esse problema, tentando reinserir a criança nas atividades de lazer.

Conheça mais Informações, acesse: Como Emagrecer 10 kg em 10 dias

O tratamento da depressão deve se constituir em remédios e também na psicoterapia. Já na adolescência, os mesmos métodos devem ser aplicados, mas levando em conta a idade, os distúrbios hormonais e demais fatores.

 

Recomendados para você:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA